Do Brasil para o Mundo como Nômade Digital

Passo a passo para aqueles que desejam empreender como um nômade digital iniciando no Brasil.

Do Brasil para o Mundo como Nômade Digital
Vida Nômade Pelo Mundo

Nos últimos anos, temos testemunhado um aumento significativo no número de pessoas que adotaram o estilo de vida nômade digital, tornando-se capazes de trabalhar remotamente de qualquer lugar do mundo. 

Neste artigo, apresentaremos um guia passo a passo para aqueles que desejam incorporar como um nômade digital no Brasil, abordando desde a preparação prévia até dicas úteis para aproveitar ao máximo essa nova forma de viver e trabalhar.

O que é um nômade digital?

Um nômade digital é uma pessoa que utiliza a tecnologia para trabalhar remotamente e leva um estilo de vida independente de localização, geralmente viajando e vivendo em diferentes países ou cidades. 

Eles dependem da internet e de ferramentas digitais para realizar seu trabalho, como freelancers, trabalho remoto ou gerenciando um negócio online.

Importância de pagar impostos

Independentemente do seu estilo de vida independente de localização, os nômades digitais ainda precisam pagar impostos. Pagar impostos é uma responsabilidade importante que ajuda a financiar serviços públicos e infraestrutura nos países onde eles residem ou fazem negócios.

Mesmo em viagem, o nômade precisa escolher um país para ser sua residência fiscal. Isso porque caso não escolha uma, pode ter problemas futuros com a renovação do seu passaporte, por exemplo.

O que é residência fiscal?

A residência fiscal refere-se à determinação das obrigações fiscais de um indivíduo com base em seu status de residência em um país ou jurisdição específica. É a base para estabelecer qual país tem o direito de tributar a renda e os ativos de um indivíduo.

Cada país possui seus próprios critérios para determinar a residência fiscal, que podem incluir fatores como o número de dias passados ​​no país, a residência permanente ou o local de residência principal do indivíduo, e suas ligações econômicas e sociais com o país. 

Alguns países também possuem tratados fiscais com outras nações para evitar a dupla tributação para indivíduos que possam ser considerados residentes fiscais em várias jurisdições.

A residência fiscal é importante porque determina as leis e regulamentos fiscais com os quais um indivíduo deve cumprir, assim como as alíquotas fiscais e deduções às quais ele tem direito.

Nômades digitais, podem enfrentar desafios únicos quando se trata da residência fiscal. Como não possuem uma residência fixa permanente em um país, podem precisar gerenciar cuidadosamente seus padrões de viagem e residência para evitar serem considerados residentes fiscais em várias jurisdições.

Por esse motivo, é muito importante que o nômade digital crie sua empresa para pagar todos os impostos localmente no Brasil, e assim evitar um possível tributação dupla dos seus rendimentos.

Por que abrir empresa no Brasil?

Apesar de o Brasil possuir uma das taxas mais altas de impostos para empresas de um modo geral, o sistema de pagamento de tributos pelo simples nacional ainda é uma atrativa alternativa para quem quer virar um nômade digital.

Dependendo da atividade econômicas e no faturamento, você inicia com um percentual de pagamento de imposto de apenas 10% sobre o faturamento.

Desta forma você paga pouco imposto e ainda resolver seu problema de residência fiscal.

O que preciso para ser um empreender no Brasil?

Para empreender no Brasil, todo residente fiscal precisa basicamente de três ítens fundamentais.

  1. O número fiscal CPF.
  2. O documento de identidade RG.
  3. Um endereço fiscal para registrar a empresa.

A obtenção do CPF (Cadastro de Pessoas Físicas) é essencial para qualquer pessoa que queira empreender no Brasil. O CPF é um número de identificação único para cada pessoa e é necessário para abrir uma empresa, emitir notas fiscais e realizar transações financeiras.

O documento de identidade RG (Registro Geral) também é fundamental para empreender no Brasil. É importante ter um RG válido (10 anos no máximo) e atualizado para fins de identificação e comprovação de residência.

Além disso, é necessário ter um endereço fiscal para registrar a empresa. Esse endereço pode ser o endereço residencial da pessoa ou, se preferir, pode-se contratar um serviço de endereço fiscal, que permite registrar a empresa em um endereço comercial.

Como empreender e virar um nômade digital?

Ainda, é importante destacar que existem várias formas de empreender como nômade digital no Brasil. Vamos descrever o passo a passo simples e eficiente.

Passo 1: Compre um certificado digital e-CPF

O certificado digital é fundamental para qualquer empreendedor. Ele possibilita que você realize varias tarefas a distância, desde assinatura de documentos até criação de procurações com validade de cartório.

  • Opte pelo certificado A3, que é um token tipo pendrive.
  • Adquira pelo prazo de 36 meses.
  • Custo aproximado R$ 400,00.
Leia o artigo: Assinatura Gov.br

Passo 2: Crie um certificado e-notariado

Você poderá criar um certificado em qualquer Tabelionato na sua cidade. Este certificado te permite assinar qualquer documento online via video conferência com o cartório.

  • Você precisará de um smartphone.
  • É gratuito.

É muito importante que esteja preparado para qualquer tipo de situação quando estiver fora do Brasil, afinal de contas você não estará a 30 minutos de um cartório.

Leia o artigo: Assinatura Digital e Eletrônica

Passo 3: Contrate um endereço fiscal

A melhor forma de empreender digital é utilizando um endereço fiscal de um escritório virtual.

  • Selecione uma empresa que seja proprietária do imóvel.
  • Busque pelo menor preço.
  • Procure um escritório virtual que possa contratar online.
  • Preço médio mensal R$ 100,00.
Contrate aqui: Escritório Virtual

Passo 4: Contrato uma contabilidade online

Se você deseja trabalhar de forma remota, você precisa também de uma contabilidade online. Não escolha um contador só porque ele é amigo do seu pai.

  • Verifique as atividades (CNAE) que a contabilidade atende.
  • Busque por custo benefício, não somente o preço.
  • Custo médio indicado entre R$ (100 - 170) por mês.
Leia o artigo: As Melhores Contabilidades Online 2023

Passo 5: Realize a abertura da sua empresa

A abertura da empresa deve ser realizada por um profissional de contabilidade. Isso irá evitar problemas de definição errada do seu CNAE e pagamento extra de impostos.

  • Converse com seu contador.
  • O processo pode levar de 1 a 2 meses.
  • Custo médio de abertura R$ 800,00.
  • Algumas contabilidades oferecem a abertura gratuitamente.

Passo 6: Abra uma conta em banco digital

Assim como a contabilidade, você precisa de um banco digital que te ofereça todos os serviços de forma online. Você não quer um banco que te obrigue a ir pessoalmente assinar documentos.

  • Verifique se os serviços oferecidos atendem seu negócio.
  • Verifique se possui cartão de crédito.
  • Geralmente são gratuitos.
Leia o artigo: Bancos digitais gratuitos

Passo 7: Cadastre-se no Serasa Empreendedor

O Serasa Empreendedor é uma plataforma online que oferece diversos serviços e benefícios para empreendedores. Ao se cadastrar no Serasa Empreendedor, são avisados de forma online de todas as contas vencidas referentes ao seu CPF e CNPJ.

  • Possui plano gratuito para atualização cadastral.
  • O plano anual é de aproximadamente R$ 238,00. 

Como você está viajando e não tem acesso as suas correspondências, pode ser interessante que você seja avisado caso alguma empresa esteja pretendendo notificar ou negativar sua empresa. 

Passo 8: Faça um Curso Sobre Nômade Digital

Antes de embarcar nesta jornada, é importante que você esteja preparado para enfrentar os desafios de uma vida remota.

Existem diversos cursos online para você aperfeiçoar suas habilidades e entender quais as melhores práticas dos viajantes. Busque cursos:

  • Profissionais experientes.
  • Com pelo menos 5 anos de vida nômade.
  • Cursos pagos, pois os gratuitos raramente tem algo a oferecer.

Nossa recomendação é que visite a página: eborges.org


E agora, depois de toda essa informação, já está pronto para viajar?

Ser um nômade digital de passaporte Brasileiro pode ser um desafio emocionante e gratificante. Mas com a preparação adequada, a busca por conhecimento específico e com parcerias confiáveis, você estará bem encaminhado para alcançar o sucesso nesse estilo de vida único e empolgante.